O Jornal Analítico é um projeto profissional independente que busca através das notícias, opiniões e análises criar um senso crítico que amplie a capacidade de entendimento social do leitor. Sempre com a seriedade que o jornalismo profissional necessita. Amplie-se.

-Publicidade-

Video da reunião ministerial é divulgado pelo STF

1

O vídeo que Sérgio Moro em depoimento afirmou ser essencial para demonstrar a interferência política do presidente na Polícia Federal, com o intuito de proteger familiares e amigos é divulgado pelo ministro Celso de Mello, decano do STF.

Video foi divulgado! Separei os trechos em que Bolsonaro quer ter informação e precisa da PF e por isso vai interferir. As partes em negrito são as referidas.

Acompanhe o trecho que foi tirado a transcrição original do vídeo:

Jair Bolsonaro: E nós sabemos, tá certo? Que nós temos um compromisso com a
verdade. Eu jamais mentiria se não tivesse realmente um exame negativo. Jamais eu ia
mentir a negativa deu positivo, ou vice-versa. Jamais. A verdade acima de tudo. Então
é um apelo que cu faço a todos, que se preocupem com política, pra não ser
!
surpreendido. Eu não vou esperar o barco começar a afundar pra tirar água. Estou
tirando água, e vou continuar tirando água de todos os ministérios no tocante a isso. A
pessoa tem que entender. Se não quer entender, paciência, pô! E eu tenho o poder e
vou interferir em todos os ministérios, sem exceção. Nos bancos eu falo com o Paulo
Guedes, se tiver que interferir. Nunca tive problema com ele, zero problema com
Paulo Guedes. Agora os demais, vou! Eu não posso ser surpreendido com notícias. Pô,
eu tenho a PF que não me dá informações.

Jair Bolsonaro: Eu tenho as … as inteligências das Forças Armadas que não tenho
informações. ABIN tem os seus problemas, tenho algumas informações. Só não tenho
mais porque tá faltando, realmente, temos problemas, pô! Aparelhamento etc. Mas a
gente num pode viver sem informação. Sem info … co … quem é que nunca ficou atrás
do … da … da … da … da … da … da … da porta ouvindo o que seu filho ou sua filha
tá … tá comentando. Tem que ver pra depois que e … depois que ela engravida, não
adianta falar com ela mais. Tem que ver antes … depois que o moleque encheu os
cornos de … de droga, já não adianta mais falar com ele, já era. E informação é assim.
Eu tava vendo, estudando em fim de semana aqui como é que o serviço chinês,
\secreto, trabalha nos Estados Unidos. uai a preocupação nossa aqui? –
. E simples o negócio. “A, não deve
ublicamente” . Devo falar como? Tá todo mundo vendo o ue tá acontecendo.

PUBLICIDADE

Jair Bolsonaro: É uma realidade. Não adianta esconder mais, tapar o sol com a
peneira, né? Tem, não é … em vá … em alguns ministérios tem gente deles~
aqui dentro, né? Então não queremos brigar com _ , zero briga com a –·
Precisamos deles pra vender? Sim. Eles precisam também de nós. Porque se não
precisassem não estariam comprando a soja da gente não. Precisam. E é um negócio,
pô. E devemos aliar com quem tem umas … alguma afinidade conosco. Pra gente
poder faz … fazer valer a nossa vontade naquele momento. Não adianta se esconder
aqui, depois tem um problema, daí liga pro tio, “O tio”. Vou falar “Pô cara, você me
ignorou até hoje!”. Você só não me chamou de imperialista, igual a esquerdalha e o
FHC falavam no passado, no resto … agora não dá mais. Então essa é a preocupação
que temos que ter. A questão estratégica, que não estamos tendo. E me desculpe, o
serviço de informações nosso, todos, é uma … são uma vergonha, uma vergonha! Que
eu não sou informado!

Jair Bolsonaro: E não dá pra trabalhar assim. Fica difícil. Por isso, vou interferir! E
ponto final, pô! Não é ameaça, não é uma … urna extrapolação da minha parte. É uma
verdade. Como eu falei, né? Dei os ministérios pros senhores. O poder de veto. Mudou
agora. Tem que mudar, pô. E eu quero, é realmente, é governar o Brasil. Não, é o
problema de todos aqui, como disse o Marinho, né? É o mesmo barquinho, é o mesmo
barco. Se alguém cavar o fu … cavar no porão aqui, vai, vai todo mundo pro saco aqui,
vai todo mundo morrer afogado. Então ess … isso que a gente precisa, é pensar além
do que tem que fazer internan1ente aqui. Quando explodiu o INMETRO, conversei
com o Paulo Guedes. Uma, desculpe o linguajar, uma putaria! Putaria o INMETRO!
Trocar tacógrafo, trocar taxímetro, botar chip na bomba de combustível, putaria!
Igualzinho a tomada de três pinos. Tá muito bem agora lá. A imprensa enfiou a
porrada. “A, botou um coronel” . Coronel é formado pelo IME. Num ia botar um
coronel sem u … sem uma formação, tá?

PUBLICIDADE

você pode gostar também
1 comentário
  1. […] polêmica com os Ministros do Supremo Tribunal Federal surgiu após a divulgação do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril, no Palácio do Planalto. No vídeo da reunião ministerial, Weintraub defendeu a […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

quatro × 1 =