O Jornal Analítico é um projeto profissional independente que busca através das notícias, opiniões e análises criar um senso crítico que amplie a capacidade de entendimento social do leitor. Sempre com a seriedade que o jornalismo profissional necessita. Amplie-se.

-Publicidade-

O Turismo e os impactos da Pandemia

0

O Turismo sofreu muito os impactos da Pandemia, já que o isolamento social se fez necessário, cancelando viagens e vôos por todo o país e mundo a fora para evitar a disseminação do novo coronavírus.

A crise econômica gerada por causa do novo coronavírus já afeta a economia mundial de forma drástica. Como vivemos em um mundo globalizado, todos sentirão seus efeitos, sendo o desemprego e o empobrecimento consequências anunciadas por diversos especialistas.

 O setor mundial de viagens e turismo movimenta 8,9 trilhões de dólares, gera cerca de 330 milhões de empregos e transporta 1,4 bilhão de viajantes. Esses foram os números do turismo mundial no ano de 2019 que contribuiu para 10% do PIB mundial.

Crise para os empresários do setor

Para quem depende do turismo ficam as perguntas que só o tempo irá responder: as coisas vão algum dia retornar ao normal? Como será esse “novo normal”?

PUBLICIDADE

A atividade turística, bastante afetada pelas medidas de isolamento e pelo fechamento de fronteiras, levará anos até conseguir recuperar os patamares anteriores à crise, tanto em termos de fluxo de viagens como de produção de riqueza. É o que têm previsto diversos organizações internacionais ligadas ao setor, como a Organização Mundial do Turismo, agência especializada no âmbito das Nações Unidas.

A crise econômica gerada pela pandemia já é realidade e se arrastará por alguns anos, principalmente em regiões em que o turismo é a principal fonte de renda e movimenta economias locais. Regiões e lugares mais dependentes do turismo serão mais afetados pela perda de fluxo de pessoas.Exemplo de como a pandemia foi catastrófica para o setor do turismo, a Liristur, foi surpreendida pela pandemia que freou sua decolagem no mercado nacional, prejudicando os planos da empresa e de seus clientes.

O Turismo e os impactos da Pandemia

A Liristur é uma empresa nova no ramo, mas que já conquistou seu nicho de clientes com viagens para a região costeira do Rio de Janeiro. A empresa visa a excelência e a sustentabilidade como norteadores para suas viagens, definindo a escolha dos destinos e parcerias. A Liristur busca fornecer viagens com um custo benefício acessível, de qualidade e transparência.

A empresária Aline Ribeiro já conta os prejuízos que a crise gerada pela pandemia trouxe, mas visa a retomada gradual de suas operações, conforme forem ocorrendo as liberações sanitárias, sempre acatando às normas de segurança e de sustentabilidade, diferenciais da empresa.

Teremos que desenvolver um novo turismo para um consumidor que hoje está preocupado com as questões sanitárias que surgiram com o coronavírus. Afinal, ninguém faz turismo com medo. É preciso uma nova política de hospedagem e dinâmica de viagens.

Aline Ribeiro – empresária, dona da Liristur.

Os efeitos da negligencia e péssima gestão de crise

Com o fim da pandemia, virão os traumas e os medos de viajar. Esse fenômeno poderá afetar mais ainda as localidades que não trataram com seriedade a Pandemia. Muitos escolherão viajar para locais que se mostraram mais seguros e que tenham lidado melhor com o novo coronavírus.

Nações ou regiões que foram mais bem-sucedidas no controle da pandemia provavelmente carregarão esse fato como uma espécie de “selo de distinção de qualidade”, como já vem fazendo Portugal.

O Brasil, ficará para trás se esse fenômeno se concretizar e nortear as tendências do turismo pós pandemia, considerando a forma como o presidente da República tem se posicionado frente ao tema, com negligência e negacionismo, comprometendo a imagem do País no exterior.

O novo comportamento

Uma das tendências para o turismo no período pós pandemia será a escolha de localidades mais próximas. As pessoas possivelmente vão preferir destinos locais e regionais. Possivelmente os turistas não vão se aventurar muito tempo longe de casa.

turismo
FOTO: Reprodução / BandNewsFM- UOL

Um fator importante para a retomada será o meio de transporte, muitos turistas expressam preocupações com viagens aéreas e ambiente fechados. Diante desse possível medo, o setor da hospitalidade precisa oferecer alternativas, como por exemplo o deslocamento por estradas, que permita que as pessoas tenham maior controle sobre o meio ambiente e evitem o contato com estranhos.

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

8 − cinco =