O Jornal Analítico é um projeto profissional independente que busca através das notícias, opiniões e análises criar um senso crítico que amplie a capacidade de entendimento social do leitor. Sempre com a seriedade que o jornalismo profissional necessita. Amplie-se.

-Publicidade-

Open Banking, conheça o novo modelo financeiro

0

Open Banking é o novo modelo de compartilhamento de dados financeiros que tem sido implementado pelo BC no Brasil. Confira! 

Você já ouviu falar do Open Banking? Esta é uma nova modalidade de modelo financeiro que  promete revolucionar o sistema bancário no Brasil. 

O Open Banking é o novo modelo de compartilhamento de dados financeiros padronizado que o Banco Central está implantando no Brasil. O modelo promete aumentar a competitividade entre os bancos, facilitar o acesso ao crédito, além de criar produtos e serviços sob medida com preços mais atrativos para a necessidade do cliente, com base nos dados de consumo, renda e transações financeiras. 

Open Banking não é uma exclusividade do Brasil. O Reino Unido foi o pioneiro, ao implementar um sistema parecido em 2018, enquanto a Austrália implementou a primeira fase do seu programa em julho deste ano, por exemplo. A Índia também já deu os primeiros passos para a criação do seu Open Banking.

Além disso, países como Estados Unidos, Canadá e Rússia estão analisando maneiras de incorporá-lo aos seus sistemas financeiros.

Tire suas dúvidas sobre o Open Banking

PUBLICIDADE

O que é open banking?

Open Banking (ou Sistema Financeiro Aberto) é um sistema de compartilhamento de dados financeiros de forma padronizada, supervisionado pelo Banco Central que irá permitir que os clientes compartilhem, sob autorização, dados pessoais com bancos e fintechs cadastradas pelo BC, para receberem melhores ofertas de produtos e serviços. 

Em uma única plataforma integrada e segura (API), as diferentes instituições financeiras terão acesso a dados de clientes para oferecer produtos e serviços personalizados e mais vantajosos para cada caso.

O sistema será totalmente operacionalizado a partir de 15 de dezembro deste ano, segundo o BC. 

Compartilhamento de dados

Quando falamos de dados bancários, segurança sempre vem em primeiro lugar. E com o compartilhamento de dados a dúvida que surge é: como meus dados  estarão protegidos? 

A premissa do sistema de Open Banking é o consentimento do usuário em fornecer seus dados dentro da plataforma. De acordo com o BC, o compartilhamento das informações só poderá ser feito com a autorização do cliente e se for informada a finalidade e o prazo de uso dos dados. O usuário também tem direito de cancelar esse consentimento a qualquer momento e em qualquer instituição financeira pela internet.

O envio e o recebimento de informações dentro da plataforma estará protegido pela Lei do Sigilo Bancário, que proíbe o compartilhamento de dados para instituições não participantes do sistema e a venda das informações a terceiros.

A estrutura do open banking também está sob a proteção da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entrou em vigor no ano passado e dá autonomia para o cliente em relação aos seus dados.

Quais dados serão compartilhados?

O usuário que consentir com o Open Banking  terá seus dados cadastrais ( usados para abrir conta em banco) compartilhados,  tais como: 

  • Dados pessoais (nome, CPF/CNPJ, telefone, endereço, etc.); 
  • Dados transacionais (informações sobre renda, faturamento no caso de empresas, perfil de consumo, capacidade de compra, conta corrente, entre outros); 
  • Dados sobre produtos e serviços que o cliente usa (informações sobre empréstimos pessoais, financiamentos, etc). Tudo sempre com o consentimento do usuário.

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

5 × 4 =