O Jornal Analítico é um projeto profissional independente que busca através das notícias, opiniões e análises criar um senso crítico que amplie a capacidade de entendimento social do leitor. Sempre com a seriedade que o jornalismo profissional necessita. Amplie-se.

-Publicidade-

Mandetta: A história vai dizer quem estava certo

2

O Ex- Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta concedeu uma entrevista para a CNN internacional nesta terça-feira (13), e fez duras críticas ao presidente.

Durante entrevista, Mandetta criticou a postura negacionista e a falta de uma posição alinhada do Governo Federal em relação á constante propagação do vírus e as recomendações que o então ministro Mandetta batia na tecla e alertava. Com os constantes sistemas hospitalares colapsados e números de mortos o presidente ia constantemente á público para contrariar o Ministro, os especialistas e principalmente os governadores, por questão eleitoral.

Mandetta: A história vai dizer quem estava certo
FOTO: Jose Felipe Rodrigues Amorim

Mandetta se mostrou muito preocupado com o nível que a Pandemia poderá atingir no país: “Os números falam por si só. Nós temos subido e subido no número de mortos, e provavelmente nessa semana ou na próxima teremos mil mortes por dia”, adiantou.

Conforme o Ministério da saúde, até a noite desta terça-feira (12) haviam sido registrados 12.400 óbitos por Covid-19 e 177.589 casos confirmados da doença. Hoje, quinta-feira (14), já beiramos os 14mil óbitos.

PUBLICIDADE

A História sendo escrita.

Brasil caminha rumo aos duros números norte americanos, coincidência ou não, o presidente Bolsonaro segue a postura e de certo modo imita o presidente Donald Trump. Porém existem duas grandes diferenças entre ambos: Trump de maneira atrasada percebeu a gravidade e a partir daí se mostrou favorável ao combate da Pandemia e aceitou o vírus como um problema sério e realizou medidas econômicas efetivas que possibilitaram as medidas sanitárias, repito atrasadas! O que resulta nos números absurdos registrados por lá.

Bolsonaro minimiza até hoje a existência e a gravidade do vírus e das milhares de mortes, além de jogar contra as medidas que governos estaduais tomaram. Por viés político e eleitoreiro, o presidente cria uma onda negacionista na população e dificulta o trabalho de achatamento da curva que estava sendo eficiente, na medida do possível. O Governo Federal brasileiro bate cabeça e não propõe medida unificada no combate efetivo. Durante a troca no ministério da saúde em meio a Pandemia, perdemos 30 dias no combate e no planejamento contra o vírus.  Ultrapassamos vários países nos tristes números.

O vírus não espera e nós estamos muito atrasados em relação a ele. Segundo Dimas Covas, coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus no Estado de São Paulo, “o efeito que estamos percebendo na curva do número de mortes e casos confirmados é do que foi feito há 15 dias. As medidas que tomarmos agora vão refletir a daqui 15, 20 dias”.

A real situação da mortalidade por Covid-19 ainda segue uma tendência crescente e navegamos às cegas. Pouco testamos! Hoje estamos em 6° lugar no ranking de número de mortos, e apenas 109° no ranking de testagem, vexatório.

O Brasil realizou até o momento 482.743 exames para o novo coronavírus, dos quais mais de 145.000 ainda aguardam a análise por laboratórios oficiais ou a divulgação dos resultados, segundo o secretário substituto da Vigilância em Saúde, Eduardo Macário. Isso representa 2% dos 24 milhões de exames prometidos pelo governo para enfrentar a pandemia de Covid-19.

Chamar de subnotificação é ser bem legal com o Governo. Isso é negligência, falta de apuro. Terrível e causa milhares de mortes.

Renan Aversani

PUBLICIDADE

você pode gostar também
2 Comentários
  1. nayaradk Diz

    Textos enriquecidos de informações , estou sempre a frente do que acontece atualmente , graças ao blog que fornece dados verídicos. Parabéns ao escritor !

    1. O jornal Analítico Diz

      Sempre busco Informação verídica e faço análises pontuais para manter meus leitores pensantes.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

5 − três =