O Jornal Analítico é um projeto profissional independente que busca através das notícias, opiniões e análises criar um senso crítico que amplie a capacidade de entendimento social do leitor. Sempre com a seriedade que o jornalismo profissional necessita. Amplie-se.

-Publicidade-

Avião se parte ao meio durante pouso na Índia e deixa ao menos 16 mortos

0

Avião se parte ao meio durante pouso na Índia, nesta sexta-feira (7). Informações preliminares das autoridades indianas, alegam que há pelo menos 16 vítimas fatais.

Avião se parte ao meio na ìndia
Avião se parte ao meio durante pouso na Índia
fonte: Reuters

O Boeing 737, da Air India Express, que havia partido de Dubai rumo o aeroporto internacional Kozhikode, na Índia, tinha como missão a repatriação de indianos que estavam em Dubai, em razão das restrições de viagem internacional provocadas pela pandemia do novo coronavírus. O voo era operado pelo próprio governo indiano.

O acidente ocorreu durante o pouso. A aeronave debaixo de forte chuva, derrapou na pista do aeroporto internacional Kozhikode por volta das 19h40 (horário local). Em nota a Direção Geral de Aviação Civil Indiana afirmou que, após a aterrissagem, a aeronave deslizou até cair em um vale e sua fuselagem se partiu em duas.

Avião se parte ao meio ao pousar sob forte chuva na Índia.
reprodução: Jornal R7

PUBLICIDADE

Segundo informações, os dois pilotos da Air India Express estão entre os 16 mortos até o momento. Além de 4 pessoas presas nas ferragens, mais de 100 passageiros foram levadas ao hospital, das quais 46 pessoas gravemente feridas.

O Ministério da Aviação do país emitiu um comunicado: “O voo IX1344 da Air India Express operado pela aeronave B737 de Dubai para Calicute ultrapassou a pista de Kozhikode às 1941 horas da noite. Nenhum incêndio foi relatado no momento do pouso. Existem 174 passageiros, 10 crianças, 2 pilotos e 5 tripulantes a bordo do avião. Conforme os relatórios iniciais, as operações de resgate estão em andamento e os passageiros estão sendo levados ao hospital para atendimento médico”.

Pinarayi Vijayan, ministro chefe do estado de Kerala disse que pediu “medidas urgentes” à polícia e aos bombeiros. “Instruí a Polícia e a Força de Bombeiros a tomar medidas urgentes após o acidente de avião no aeroporto Kozhikode International (CCJ) em Karipur [onde fica o aeroporto]. Também orientei os funcionários a tomar as providências necessárias para resgate e apoio médico”, escreveu, no Twitter.

O ministro de Relações Exteriores Subrahmanyam Jaishankar também se manifestou. “Profundamente angustiado ao ouvir sobre a tragédia do Air India Express em Kozhikode. As orações estão com as famílias enlutadas e os feridos. Estamos verificando mais detalhes”, disse.

O premiê Narendra Modi expressou sua tristeza pelo acidente no Twitter. “Meus pensamentos estão com aqueles que perderam seus entes queridos. Que os feridos se recuperem o mais cedo possível. Falei com Kerala CM @vijayanpinarayi sobre a situação. As autoridades estão no local, prestando toda a assistência aos afetados”, disse.

Acompanhe nossa página para maiores informações.

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

1 × dois =