O Jornal Analítico é um projeto profissional independente que busca através das notícias, opiniões e análises criar um senso crítico que amplie a capacidade de entendimento social do leitor. Sempre com a seriedade que o jornalismo profissional necessita. Amplie-se.

-Publicidade-

Auxílio Emergencial: Pagamento da terceira parcela

1

Seguindo os moldes do calendário do segundo lote, no próximo dia 17, se dará inicio ao pagamento da terceira parcela do Auxílio Emergencial de R$ 600.

Primeiramente, o crédito será feito para os beneficiários do Bolsa Família, de acordo com o número final do NIS (Número de Identificação Social). Para os trabalhadores informais, o valor será creditado em conta poupança social digital da Caixa, de maneira segmentada, seguindo o mês de nascimento de cada beneficiário. Porém para sacar o dinheiro em espécie, será necessário aguardar 10 dias a partir da data do depósito.

Esperava-se que o cronograma completo dessa terceira parcela do auxílio emergencial fosse divulgado ontem (8), porém os detalhes para divulgação devem ser finalizados até amanhã, quarta-feira (10). O calendário será publicado no Diário Oficial da União, conforme foi feito no pagamento da segunda parcela.

O terceiro crédito do Auxilio Emergencial terá três calendários diferentes: O primeiro para os beneficiários do Bolsa Família, o segundo para os trabalhadores informais, com crédito em conta social digital e por último, serão liberados saques e transferências para outras instituições financeiras.

Conta Social Digital

PUBLICIDADE

É possível, por meio do aplicativo da conta social digital da caixa, o Caixa Tem, pagar contas, fazer compras online, via cartão de débito virtual ou ainda pagar em lojas físicas através do QR Code.

Revisão de beneficiários

O solicitante que teve o pagamento do auxílio emergencial creditado terá seu cadastro revisado. Portanto não estará mais hábil a receber o auxílio quem:

• Já conseguiu um emprego formal durante a pandemia;

• Começou a receber outro benefício entre as parcelas do auxílio, como aposentadoria ou seguro-desemprego;

• A renda da família ficou acima de três salários mínimos (R$ 3.135,00) ou a renda mensal por pessoa da família passou a ser maior que meio salário mínimo (R$ 522,50).

Nos acompanhe para maiores informações sobre o calendário de crédito da terceira parcela do auxílio emergencial.

Fonte: Jornal Contábil

PUBLICIDADE

você pode gostar também
1 comentário
  1. […] A criação desse auxílio emergencial, concedido pela Caixa Econômica, era para auxiliar desempregados e para quem está atravessando a pandemia na informalidade, como ambulantes e entregadores, mas infelizmente temos visto muitos casos de gente recebendo indevidamente essa ajuda e o problema é que todos perdem com isso. […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

dois × 2 =