O Jornal Analítico é um projeto profissional independente que busca através das notícias, opiniões e análises criar um senso crítico que amplie a capacidade de entendimento social do leitor. Sempre com a seriedade que o jornalismo profissional necessita. Amplie-se.

-Publicidade-

Aprenda sobre Bolsa de Valores e como funciona.

3

Afinal, o que é a Bolsa de Valores?

A Bolsa de valores é um ambiente onde são negociados vários tipos de investimentos e fundos de empresas de capital aberto, a Bolsa permite ao investidor comprar ou vender seus títulos. Aqui no Brasil temos a Bolsa de Valores de São Paulo, ou conhecida também como B3 (Brasil, Bolsa, Balcão)

Realizar investimentos na Bolsa de valores é uma ótima opção para quem busca uma rentabilidade melhor e mais diversificada. Porém, muitos não sabem como ela funciona. Se você quer conhecer e entender seu funcionamento continue a leitura e aprenda tudo que você precisa saber sobre Bolsa de Valores.

Os títulos de valores que são negociados na Bolsa, podem ser de capitais públicos, mistos ou privados. Em geral, essas operações devem ser feitas por intermédio de corretoras ( Xp investimentos, Rico investimentos, Easynvest), entre outras. As corretoras funcionam como uma “ponte” entre o investidor e a bolsa.

A Bolsa de Valores funciona como um shopping, onde existem várias lojas/ empresas oferecendo produtos, e na Bolsa assim como no shopping existem pessoas que querem comprar. Uma empresa quando decide vender suas ações em troca de dinheiro, ela utiliza a bolsa como ambiente de transação. Por sua vez, os interessados/compradores podem se tornar “sócios” dessa empresa, uma vez que compram fatias do negócio que a empresa vende.

PUBLICIDADE

Bolsa de Valores
imagem retirada do blog educando seu bolso

A bolsa funciona com diversas ordens de compra e venda que ocorrem durante todo pregão. Atualmente, as principais bolsas de valores do mundo negociam online, pelo Home Broker ou Multibroker, fornecidos pelas corretoras. Entre as maiores Bolsas de valores do mundo estão as bolsas de:

  • 1 – New York Stock Exchange
  • 2 – NASDAQ
  • 3 – Tokyo Stock Exchange
  • 4 – Shanghai Stock Exchange
  • 5 – Hong Kong Stock Exchange
  • 6 – Euronext
  • 7 – London Stock Exchange
  • 8 – Shenzhen Stock Exchange
  • 9 – Toronto Stock Exchange
  • 10 – Bombay Stock Exchange
Como uma empresa faz para entrar no pregão?

Quando uma companhia atinge certo tamanho, o mais vantajoso acaba sendo vender uma fração de seu capital, conhecida como ação, ativo ou papel.

A empresa para vender fatias de seu capital, papéis, ou ações, como são chamados no balcão, ela precisa abrir capital – conhecido como IPO (Initial Public Offering). A partir deste passo dado pela empresa, o investidor que comprar os ativos ofertados pela companhia pode vendê-los para outros investidores e, assim, continuar o ciclo de compra e venda.

Dessa forma, o investidor que comprar os ativos da empresa se tornará sócio e receberá parte do lucro da companhia, que são chamados de dividendos. Cada companhia listada na B3 tem o dever de repartir, de forma proporcional conforme a quantidade que cada investidor possui dos papéis. Os dividendos devem ser repartidos com os seus acionistas.

Porém para que as coisas fluam e exista uma regularização nas compras e vendas de papéis na Bolsa é preciso um órgão que realize e traga confiança aos investidores e às empresas. Quem regula e normatiza o funcionamento, além de garantir a jurisdição na Bolsa de Valores é o órgão regulador CVM, Comissão de Valores Mobiliários.

O Ibovespa é o principal índice do mercado de ações. Foi criado em 1968, consolidou-se como referência para investidores ao redor do mundo. O índice Ibovespa é o mais importante indicador de desempenho médio dos ativos do mercado de ações brasileiro.

Se você já sabe como investir seu dinheiro e qual seu perfil de investidor e aprendeu com o texto como funciona a Bolsa de Valores, já está quase pronto para se tornar um excelente investidor. Fique atento aos próximos artigos que virão e amplie-se para melhorar sua vida financeira.

PUBLICIDADE

você pode gostar também
3 Comentários
  1. […] Adquirir fundos de investimentos se tornou uma excelente opção no cenário econômico atual, com várias diversificações e vantagens. Os fundos são uma opção capaz de agradar diversos perfis de investidores. De um lado, eles são simples – e, por isso, adequados para quem está querendo sair da poupança e começar a fazer aplicações mais rentáveis. De outro, há fundos sofisticados, para quem já está habituado ao mercado financeiro. […]

  2. […] importante para você que não possui um especialista em economia e não está tão intimo com o mercado financeiro é fazer um mix de seus investimentos, sempre diversificar entre rendas fixas e variáveis para […]

  3. […] Entre as vantagens do bitcoin, podemos citar a falta de um governo ou Banco Central para controlar taxas e alterar o funcionamento da moeda e o baixo número de transações. O anonimato nas transações também é uma das vantagens da criptomoeda, mas a vantagem mais atraente é de prometer ganhos superiores ao do Mercado Bovespa. […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

dez + 1 =